Saltar para o conteúdo

Programa Erasmus+

O Programa Erasmus+ é o programa de intercâmbio de estudantes mais importante a nível da União Europeia, sendo que, desde o seu lançamento, mais de um milhão de estudantes usufruiram da experiência de estudar noutro país. Este Programa envolve milhares de estabelecimentos de ensino dos mais diferentes países, sendo estes maioritariamente europeus.

É um programa que, apesar de ver na dimensão do ensino superior grande parte da sua ação, se estende para vertentes sociais e culturais que proporcionam um espaço de abertura, tolerância e o diálogo intercultural entre os jovens europeus.

Duração

O programa permite realizar uma mobilidade mínima de 3 meses e máxima de 12 meses numa Universidade parceira.

Lista de Universidades Parceiras

A lista de universidades parceiras a considerar para o período de candidaturas de janeiro de 2022 nas quais os alunos poderão realizar a sua mobilidade no ano letivo de 2022/2023 estará, em breve, disponível aqui.

Condições e Prazos das Candidaturas

As candidaturas para mobilidade de estudos no âmbito do Programa Erasmus+ decorrem duas vezes por ano, em períodos a designar anualmente, e as informações relativas às mobilidades a acontecer no ano letivo de 2022/2023 podem ser consultadas aqui.

A fase de candidaturas aberta em janeiro de 2022 abrange unicamente os alunos de 2º ciclo (Mestrado), sendo que, num panorama geral:

  • Candidaturas de janeiro de 2022 – para todos os estudantes de 2º ciclo que pretendam realizar uma mobilidade internacional de estudos no 1º semestre ou na totalidade do ano letivo de 2022/2023;
  • Candidaturas de setembro de 2022 – para estudantes de 1º, 2º ou 3º ciclo que respeitem os critérios de elegibilidade enumerados no Regulamento dos Programas de Mobilidade Internacional 2021/2022 (PDF 246KB) que pretendam realizar uma mobilidade internacional de estudos no segundo semestre do ano letivo de 2022/2023.

Bolsas

Ao candidatar-se ao Programa Erasmus+, o aluno está automaticamente a concorrer para a Bolsa Erasmus+, que complementará os gastos a ter durante a realização da mobilidade. Após a divulgação dos resultados, o NMCI entrará em contacto com os alunos selecionados com o intuito de partilhar com estes os procedimentos para a candidatura à bolsa.

Os valores a atribuir variam consoante o destino e podem sofrer ligeiras alterações nos diferentes períodos de mobilidade; contudo, os valores abaixo partilhados podem ser usados como referência:

390€ GRUPO 1

Países do Programa com custo de vida elevado

(Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Islândia, Liechtenstein, Luxemburgo, Noruega, Suécia)

340€ GRUPO 2

Países do Programa com custo de vida médio

(Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Espanha, França, Grécia, Itália, Malta, Países Baixos, Portugal)

290€ GRUPO 3

Países do Programa com custo de vida baixo

(Bulgária, Croácia, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, República Checa, Macedónia do Norte, Roménia, Sérvia, Turquia)

 

Após a Seleção

Cerca de duas semanas após o término das candidaturas, os alunos saberão o resultado das mesmas. Posteriormente, o NMCI entrará em contacto com os alunos para que estes possam proceder à inscrição nas universidades de acolhimento e ao preenchimento da documentação necessária para que possam receber a bolsa Erasmus+ por parte da Universidade de Lisboa.

Procedimentos Pós-Mobilidade

Após o término da mobilidade, o aluno terá de fazer chegar ao NMCI a sua Declaração de Estada assinada e carimbada com as datas de início e fim da mobilidade, tal como o Transcript of Records (ToR) com as suas notas finais.

Após a receção do ToR, será enviado o Plano de Estudos Final para que se possa proceder à conversão das notas finais das equivalências realizadas durante a mobilidade.
O Plano de Estudos Final e o Transcript of Records devem ser enviados pelo seu Coordenador de Mobilidade para a equipa Erasmus do NMCI que posteriormente enviará para o Núcleo de Graduação, que, por si, lançará as notas finais no Fénix.

Questões Frequentes (FAQ)

Posso sugerir um novo acordo entre o IST e uma outra universidade estrangeira?

As vagas existentes estão limitadas à oferta disponível de momento, não havendo possibilidade de abrir vagas adicionais.

Como funciona o processo de equivalências? Posso saber quais as unidades curriculares na universidade parceira que têm equivalência às UC do Técnico?

Não existindo planos pré-definidos, parte do aluno pesquisar na página web da universidade parceira as unidades curriculares (UC) durante o período da mobilidade e relacioná-las com as UC para as quais procura equivalência. Posteriormente, terá de ser elaborado pelo aluno um plano de estudos que será apresentado ao coordenador de mobilidade que dirá se o aprova. Caso, durante a mobilidade, surja a necessidade de alterar o plano de estudos, este processo será também dependente do avalo do coordenador de mobilidade

Será importante reter que as equivalências são sempre feitas com base nos 30 ECTS mínimos (60 ECTS caso seja uma mobilidade de ano letivo e não só de um semestre) que têm de constar no plano de estudos apresentado ao coordenador de mobilidade. Caso não sejam completados os 30 ECTS durante a mobilidade por reprovação a uma unidade curricular, o aluno continua a ter as equivalências respetivas aos restantes ECTS.

A média para concorrer a uma mobilidade ao abrigo do Programa Erasmus+ é contabilizada quando?

A média contabilizada será a média de todas as unidades curriculares cuja nota foi lançada até ao momento do término oficial das candidaturas.

O que acontece caso no primeiro período de candidaturas estiver matriculado num mestrado, mas entretanto trocar para outro?

Nessa eventualidade, só deverá candidatar-se quando estiver no novo mestrado, ou seja, no período de candidaturas de Setembro.

Onde posso consultar os acordos existentes?
O Técnico tem mais de uma centena de acordos com várias universidades à escala europeia. As vagas Erasmus+ são fixas e dividem-se por áreas de estudo, que correspondem aos diferentes cursos existentes no Técnico. A lista dos acordos para mobilidades a acontecer no primeiro semestre do ano letivo 2022/2023 será disponibilizada em breve.

close navigation
close Search