Saltar para o conteúdo

Perguntas Frequentes

É necessário validar/apostilar os documentos para a candidatura/inscrição?

Não é necessário validar/apostilar os documentos para efeitos de candidatura/inscrição ao Técnico Lisboa. Apenas para efeitos de matrícula, em caso de aceitação à nossa escola, deverá apresentar os documentos originais validados/apostilados, pois só dessa forma se tornam legais em território português. É favor notar que a sua inscrição só será válida à chegada e validação dos seus documentos pelos funcionários do Técnico Lisboa.

Posso usar a nota do ENEM na minha inscrição/candidatura?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova anual que tem como objetivo em avaliar a qualidade do Ensino Secundário no Brasil, adicionalmente também é o método principal para o acesso ás instituições de ensino superior. Os candidatos brasileiros ao 1º ciclo/Licenciatura candidatam-se com o ENEM. A nota mínima é de 500 em 1000. O Técnico Lisboa aceita o ENEM dos últimos 3 anos.

Qual é a nota de corte das provas do ENEM para a candidatura/inscrição?

A nota de corte são 500 pontos, sendo consideradas para todos os cursos as matérias de Física, Química e Matemática, ou seja, a prova de CNAT e MAT. A exceção é o curso de Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores (LEIC) onde só se considera a prova de MAT.

Existem descontos e bolsas de estudo?

O Técnico Lisboa oferece a possibilidade, após terminar o primeiro semestre, de solicitar uma avaliação curricular e, através do seu sucesso académico, pode ser-lhe concedida uma redução de até 50% na propina anual. Esta revisão da redução será avaliada e solicitada anualmente.

Para mais informações, por favor entre em contacto com o Admissions Office.

Quantas entradas (intakes) existem?

Há apenas uma entrada (intake) por ano lectivo. Normalmente, sempre em Setembro.

Como funciona o ano letivo no Técnico Lisboa?

O ano letivo divide-se em 2 semestres. O primeiro semestre tem início em setembro e termina em dezembro. O segundo semestre começa em fevereiro e termina em junho. Calendário escolar está disponível aqui.

Qual o valor da anuidade para Estudantes Internacionais e quais as opções disponíveis para o pagamento?

A anuidade para estudantes internacionais tem o valor total de 7.000€. O pagamento pode ser feito de forma parcelada, sendo que 2.000€ são pagos na pré-matrícula, no caso de ser aceite, e correspondem às duas primeiras parcelas. Os restantes 5.000€ podem ser parcelados em 5 partes, 1.000€ cada uma, pagos até ao dia 8 de cada mês, sendo a última parcela paga até ao mês de maio. Para mais informações consulte o Regulamento de propinas de 1º, 2º Ciclos e Integrados do Técnico Lisboa.

Quais são os documentos necessários para  a inscrição neste regime, visto que sou um aluno estrangeiro?

Além dos documentos referentes aos alunos externos, alunos estrangeiros têm de apresentar um documento que comprove a habilitação de acesso ao ensino superior (ENEM para candidatos brasileiros), um documento que comprove a conclusão do ensino secundário português (12º ano) ou equivalente no seu país de origem (Histórico escolar do ensino médio), certificado de aproveitamento, com classificações descriminadas (histórico escolar do curso actual), um documento que especifique a escala das classificações académicas, Declaração, sob compromisso de honra, de que não tem nacionalidade portuguesa nem a de um país membro da UE e reúne as condições para usufruir da condição de Estudante Internacional e uma fotocópia do passaporte.

Estou inscrito no 1º ciclo, Mestrado Integrado no Técnico Lisboa, posso utilizar este regime para fazer a mudança do 2º ciclo (Mestrado)?

Pode. É sempre possível prosseguir os estudos noutra área após completar o 1.º ciclo desde que esteja garantida a coerência científica entre os dois cursos do Técnico. Esta coerência verifica-se sempre que as competências de formação do 1.º ciclo respeitem as necessidades de formação para ingresso no 2.º ciclo.

A quantos cursos posso inscrever-me quando efetuar a candidatura online?

Neste regime de ingresso só é possível candidatar-se a um curso.

Sou titular de um diploma de especialização tecnológica, posso candidatar-me a este concurso?

Pode. Titulares de diploma de especialização tecnológica ou titulares de diploma de técnico superior profissional, que cumulativamente sejam titulares das provas de ingresso exigidas – necessitam realizar os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso exigidas para o ingresso no ciclo de estudos em causa.

Quais são os critérios de seleção para este concurso?

Os critérios de seleção consistem na semelhança entre o curso que possui e curso ao qual se pretende candidatar, tipo de grau que possui e a nota final de curso.

Quais são os critérios de seleção deste regime?

Os critérios de seleção são a apreciação positiva do currículo profissional e escolar do candidato, realização de duas provas escritas, uma para avaliar a capacidade científica e a outra para avaliar conhecimentos em interpretação e expressão escrita e por fim realização de uma entrevista para avaliar os motivos do candidato.

Preciso de ter exames nacionais válidos para me candidatar a este regime?

Não, não é necessário, sendo que uma das características para o candidato conseguir candidatar-se a este regime corresponde a não ser titular de habilitação de acesso ao Ensino Superior.

Que provas tenho de realizar para conseguir ingressar no Técnico Lisboa através deste regime?

Para o curso de Arquitetura (Mestrado Integrado) é necessário realizar a prova de Matemática e Geometria Descritiva, para o resto dos cursos é necessário realizar a prova de Matemática e Física e Química.

O que pode ser considerado “natureza do grau”?

O parâmetro “Natureza” poderá tomar os valores 1, 2, 3, 4 ou 5, podendo usar-se o “Ranking” de Xangai para quantificar o mesmo. O valor a atribuir terá em conta a apreciação feita pela coordenação do curso relativamente ao curso concreto e ao estabelecimento de ensino superior onde foi concluído o 1.º ciclo de estudos. Mais informações consultar aqui.

Para concorrer ao Mestrado (2º ciclo) em Arquitetura, preciso de ter a formação do 1º ciclo na mesma área?

Sim, é requisito que o candidato seja titular de uma formação de 1ºciclo na mesma área. Mais informações aqui.

Estou a terminar a minha licenciatura, posso apresentar já a minha candidatura?

Sim, todos os candidatos nacionais e/ou pertencentes à União Europeia, que estejam a terminar uma licenciatura de 1.º ciclo, ou o 1.º ciclo de um mestrado integrado, poderão submeter a sua candidatura nos prazos estipulados para o efeito, ficando esta condicionada à entrega da documentação comprovativa do término do referido ciclo até ao dia 30 de setembro do ano de candidatura.

close navigation
close Search